Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


AGOSTO LILÁS: CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Publicado em 02/08/2021 às 09:28 - Atualizado em 03/08/2021 às 11:08

AGOSTO LILÁS

 

A campanha foi criada em referência à sanção da Lei Maria da Penha (Lei Federal nº 11.340/ 2006), assinada no dia 7 de agosto e que está completando 15 anos. 

 

Um dos objetivos do “Agosto Lilás” é a divulgação da lei que foi elaborada justamente para amparar as mulheres vítimas de violência, seja ela física, sexual, psicológica, moral ou patrimonial.

 

O Agosto Lilás tem ações que vão da conscientização à denúncia. É importante despertar na sociedade quão importante é ter uma mobilização para coibir todas as formas de violência contra a mulher.

 

Os dados evidenciam que a violência contra a mulher afeta mulheres de todas as classes sociais, idades, nível de escolaridade, raça e religiões.

 

Pode ocorrer em casa, entre pessoas da família ou entre pessoas que mantenham relações íntimas de afeto, mesmo sem a convivência sob o mesmo teto. 

 

O agressor é, geralmente, o marido, namorado ou ainda o pai, irmão, tio, avô. Mas a violência também pode vir de outra mulher, como a mãe, sogra ou cunhada. 

 

No Brasil, onde a população feminina sofre violência a cada quatro minutos e em que 43% dos casos acontecem dentro de casa, a necessidade de isolamento social neste período de pandemia pela COVID 19, traz uma preocupação real, pois para mulheres em situação de vulnerabilidade, isso pode ser trágico.

 

A denúncia de violência contra a mulher pode ser feita em delegacias e órgãos especializados, onde a vítima procura amparo e proteção.

 

  • O “Ligue 180”, central de atendimento à mulher, funciona 24 horas por dia, é gratuito e confidencial. O canal recebe as denúncias e esclarece dúvidas sobre os diferentes tipos de violência aos quais as mulheres estão sujeitas;
  • Também existe o “Disque 100”- canal direto para denúncia de violação de direitos humanos;
  •  E em nosso município a denúncia também pode ser feita diretamente na Secretaria de Assistência Social, com total sigilo, atendendo também pelo contato: 35557035.

 

Mesmo que a vítima não registre Boletim de Ocorrência contra o agressor, vizinhos, amigos, parentes ou desconhecidos também podem utilizar os canais de denúncia ou ir a uma delegacia para denunciar uma agressão que tenham presenciado.  

 

Não se cale! Denuncie! Sua denúncia pode salvar uma vida!

COMDIM- Conselho Municipal dos Direitos da Mulher

Município de Ouro - SC